quarta-feira, 15 de abril de 2015

O DEPARTAMENTO DE CULTURA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA de Pato Branco realiza Feira Municipal do Livro 2015

A Feira Municipal do Livro, com o tema “Literatura e Tecnologiaestá acontecendo desde terça-feira (14) e segue até 17 de abril, com workshops, debates, palestras, espetáculos e comercialização de livros a partir de R$ 1,00. São cerca 8 mil títulos disponíveis para aquisição, boa parte lançamentos nacionais e internacionais, de todos os gêneros. 

A feira faz parte do projeto Livro Ação, promovido pelo Departamento de Cultura desde 2013, em comemoração ao Dia Internacional do Livro, celebrado em 18 de abril. Em 2015, a iniciativa ganha força com a edição da Feira do Livro, idealizada pelo Município e viabilizada com apoio da comunidade de Pato Branco e região. A participação nas palestras e espetáculos é gratuita – apenas a palestra “Escritor produtor”, ministrada por Havita Rigamonti, terá ingresso de R$ 25,00 (na quarta-feira, dia 15, às 20h, no Teatro Naura Rigon).

Pato Branco receberá nomes do cenário literário estadual e nacional, como o restaurador de livros Edilson Francisco de Oliveira, o escritor e produtor Havita Rigamonti (Vida Silvestre, Record News), professora literata da Universidade de Guarapuava, Elisabeth Quevedo, entre outros. Na noite de abertura (14), o professor da Fundação de Logosófica de Curitiba, Mário Santos, ministrará a palestra “Logosofia, uma nova cultura para a humanidade”, a partir das 20h, no Teatro Naura Rigon.

Ainda há vagas
Os doze workshops e cursos tiveram, até este primeiro dia do evento, 260 pessoas inscritas. Ainda há vagas para os seguintes cursos: “Leitura e Literatura”, dia 17, das 14h às 17h, na Biblioteca Municipal; “Esperanto”, dia 17, às 10h30, na Biblioteca Municipal; “Imagem e palavra”, dias 16 e 17, das 19h às 22h.

Realização
A 1ª Feira do Livro de Pato Branco é promovida pela Prefeitura, através do Departamento de Cultura, com patrocínio da Câmara dos Diretores Lojistas (CDL), Faculdade de Pato Branco (Fadep), Fundação Pró-Cultura de Pato Branco, Fundação Logosófica, Lavoura S/A, Rotary Internacional, RP Informática, Sicredi, Sindi Comércio e Versátil. Entre as entidades apoiadoras, estão Secretaria de Agricultura, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, Academia de Letras e Artes de Pato Branco (ALAP), Diário do Sudoeste, Hotel Província,  Livraria Edisel, Livraria Oceano, Papelaria Prepel, Projeto Construindo o Saber, TV Sudoeste e UTFPR – Câmpus Pato Branco. 





Oficina de Restauração

segunda-feira, 13 de abril de 2015

TABLETS NO 5ºano da Rede Municipal de Educação de Pato Branco/PR: Alegria para todos!

Alegria no semblante de Eduardo (aluno da Escola Municipal Rocha Pombo) ao receber seu tablet, acompanhado dos pais:



Entusiasmo das crianças da Escola Municipal Santos Dumont, durante a Oficina de Robótica, em que os tablets serviram como ferramenta de registro de momentos, após a atividade de confecção do ROBÔ!






quinta-feira, 9 de abril de 2015

Alunos da rede municipal de Pato Branco aprendem robótica nas escolas

A Prefeitura de Pato Branco iniciou o projeto “Robótica nas escolas” nesta semana, que leva oficinas de programação básica aos 5º anos da Rede Municipal de Educação, onde as crianças montam e dão movimento a robôs feitos de materiais recicláveis ou sucata. A iniciativa é desenvolvida pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e pela Secretaria de Educação e Cultura.

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, ressalta que ao aproximar as crianças da tecnologia e estimular a inovação, a Prefeitura trabalha pelo futuro da cidade, bem como na consolidação do ambiente tecnológico, que destaca o Município em nível nacional e, hoje, representa significativa geração de emprego e renda.

“Assim como fizemos na Inventum, a primeira Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pato Branco, queremos incentivar as nossas crianças, mostrando para a população que é possível criar produtos inovadores e fortalecer o setor tecnológico do Município. Além disso, esse projeto dá sequência ao que já estamos realizando nas escolas, com a oferta de tablets para alunos e professores dos 4º e 5º anos”, ressaltou Zucchi. 

Quem ministra as oficinas é um dos cases de sucesso da Campus Party Brasil, agora pato-branquense, Alexandre Ferreira, o “Casemonstro” – que ganhou notoriedade pelo país com suas criações em gabinetes de computadores nada tradicionais, como o “Iron Man” e o “Dragão Vermelho”. Agora, trabalhando na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e atuando junto às escolas municipais de Pato Branco, Alexandre tem a missão de desmistificar a tecnologia, despertando o interesse dos pequenos pela área.

“A proposta é quebrar o paradigma de que a robótica é coisa de cinema ou algo impossível. As oficinas ocorrem de forma simples e dinâmica, envolvendo as crianças, dando a elas o prazer de montar e ver funcionando um robô”, destaca Alexandre.

Ao aprenderem sobre a mobilidade e os comandos de um robô, os alunos são iniciados na programação básica, pois passam a compreender a lógica por trás da robótica. Tudo com ares de brincadeira, num ambiente onde a criatividade predomina. “É um passo a passo, explicamos a função detalhada de cada peça e como ela se comporta em todo o conjunto, ligamos os fios necessários para que o robô tenha mobilidade, ande, etc. Nesse processo, mostramos os componentes e explicamos como funciona um robô, num módulo básico de programação”, pontua Alexandre.

Os principais materiais são ofertados pela Prefeitura, mas a intenção é que as crianças levem objetos recicláveis e sucatas nas oficinas, para dar identidade aos robôs. Bola de isopor, palitos de sorvete, garrafas pet e tecidos podem ser utilizados na composição dos “andróides artesanais”. “A ideia é que as crianças brinquem construindo robôs e que eles se tornem parte do dia a dia delas, assim como é a bola, o vídeo game, etc”, reforça Alexandre.

As oficinas, para cada turma, terão duração média de 16 horas, em que os alunos receberão certificado de participação. Nesta primeira etapa, o projeto atenderá 367 alunos, dos 5º anos das escolas Alvorada, Irmã Dulce, Jardim Primavera, José Fraron, Olavo Bilac, Rocha
Pombo, Santos Dumont e São João Batista de La Salle. 


                                                                 Escola Alvorada


                                                               Escola Irmã Dulce

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Feliz Páscoa!


1ª EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: Menor Aprendiz

É com um misto de alegria e tristeza, que a Equipe da Secretaria de Educação se despede de seu colega de 1ª Experiência Profissional: FELIPE GNOATTO.

Comprometimento, responsabilidade, eficiência, lealdade, características que se destacam no perfil pessoal de Felipe! Que Deus o Abençoe em sua nova trajetória profissional, Felipe!





CRIANÇAS DOS CMEIs visitam a Casa do Coelhinho







EDUCAÇÃO INFANTIL RECEBE PARQUINHOS, BRINQUEDOS E LIVRINHOS DE LITERATURA INFANTIL

A infraestrutura dos Centros Municipais de Educação Infantil recebem melhorias, em três dimensões: parquinhos infantis, brinquedotecas e bibliotecas.

Os investimentos contemplaram os 22 CMEIs, para dar suporte ao desenvolvimento das ações de cunho pedagógico, para o Brincar e o Educar, base do desenvolvimento de uma Educação Infantil de Qualidade, a saber:
     
      1.    Parquinhos: R$ 350.315,19 (Recurso Próprio) (Compreendendo: 194.788,00 – Brinquedos Playgroud; 55.735,19 – para construção das bases; Piso de borracha reciclável: R$99.792,00).

      2.    Brinquedos diversos: R$ 188.056,66 (Ed. Infantil – Manutenção)

       3.    Livros infantis: R$ 39.394,98 (Ed Infantil – Manutenção)

Total de investimentos:  R$ 577.766,83.

Ontem, primeiro de Abril de 2015, foi realizado um evento de entrega oficial dessas melhorias, no CMEI Enedina Colla, do Bairro Alvorada.









Escola Jardim Primavera alegra-se e fica muito colorida, para receber seus alunos em 2015!